Escolhas

 

 Olá

 

Eu estava, hoje cedo, vendo alguns álbuns de fotos da minha família. (Sim, isso existiu em uma época da humanidade, e por incrível que pareça, ainda existe em alguns lugares rs.)  

É engraçado pensar que tirar uma fotografia antigamente, era um evento memorável. Tinha que se arrumar, garantir o melhor cenário e expressões faciais, poses, ângulos, iluminação e tudo mais para não queimar o filme. E custava caro para revelar. 

Hoje nós temos a tecnologia de um celular ou câmera digital para tirar 300 fotos e escolher apenas uma para postar no facebook. 

Bem, mas o que eu quero contar é que eu vi algumas fotos do meu avô e isso me fez ver algo interessante.

O meu avô foi vendedor de porta em porta por muito tempo. E depois que essa atividade parou de funcionar, ele migrou para o ramo de sapataria. E passava o dia consertando sapatos. E ainda hoje eu encontro algumas ferramentas que ele usava. 
 
Ele era um empreendedor, dentro de suas condições.
 

Meu pai sempre foi músico desde os 11 anos. E também se tornou artista de circo. Na verdade, nossa família tinha um circo chamado o Gran Resende Circus e meu pai era malabarista e músico.

Eu tenho um tio que era mágico e outro tio que não está mais entre nós e eu nem cheguei a conhecer, mas era autor de peças incríveis para o circo. E nessa fase, meu avô era administrador do circo. 

 
 
Então, eu venho de uma família artística e empreendedora. Eu herdei isso.


Eu nunca me identifiquei trabalhando em um emprego para alguma empresa. 
 

Meu primeiro negócio foi dar aulas de violão particular. E mais pra frente eu comecei outros negócios próprios. 

O que eu tenho pra falar diante dessa história é que todos nós temos uma vida que, de uma forma ou de outra, foi influenciada por nossos pais ou familiares.

Mas o que eu realmente quero falar aqui é que a partir de hoje, você mesmo pode definir o seu caminho.

Se você ama a sua origem e quer seguir assim, então invista nisso com todas as suas forças. Mas se você não está feliz, então sinta-se livre para mudar. 

Em qualquer caso, você precisa fazer a SUA ESCOLHA

E quando estivermos lá na frente, temos que olhar pra trás e saber que chegamos lá por uma decisão própria. 

O pior arrependimento acontece quando você deixa de fazer alguma coisa que gostaria.
 

Se você tomou uma decisão errada, é possível corrigir isso no futuro, mas era algo que você realmente queria fazer e acreditou que era o certo, então você fez. Mas se você deixar de fazer algo que deseja e acredita ser o melhor caminho, então você pode se arrepender amargamente por não ter feito. 

 

Felicidades, 

 
Junior Resende